Como prevenir e tratar a Hiperplasia da próstata

Preocupado com a saúde de sua próstata? Veio até aqui querendo saber como manter essa glândula saudável e garantir sua qualidade de vida? Então, está no lugar certo, confira como prevenir e tratar a hiperplasia da próstata.

Além de lembranças, experiências, os homens, ao envelhecer, acabam se deparando, também, com problemas típicos da idade, e a hiperplasia da próstata é um deles.

A hiperplasia da próstata, ou hiperplasia prostática benigna (HPB), ou ainda, próstata aumentada, acomete mais da metade dos homens com idade superior a 60 anos.

Causas da hiperplasia da próstata

 

A idade é, sem dúvida, a principal causa da hiperplasia da próstata, inclusive, em homens com 80 anos ou mais, o índice de ocorrência chega a 90%.

Sintomas da hiperplasia da próstata

Quanto aos sintomas, eles costumam ser os mesmos de outros problemas nessa glândula, se tornando vital a ida ao urologista para um diagnóstico preciso.

De uma forma generalizada, os sintomas são:

  • Maior necessidade de urinar (urgência urinária), principalmente à noite;
  • Presença de jato de urina mais fraco;
  • Sensação de ardência ao urinar;
  • Dificuldade para começar a urinar.

É preciso considerar a localização da próstata, que envolve parte da uretra, o seu aumento acaba causando sintomas desagradáveis, desde dificuldade até vontade frequente de urinar.

Vale saber que embora ao completar 80 anos, 80% dos homens apresentem hiperplasia da próstata, só um terço deles desenvolve sintomas, por isso, é fundamental visitar o médico frequentemente.

Dicas para se prevenir:

Uma das melhores dica para se prevenir é fazendo o uso de algum suplemento natural, e o renova prost funciona muito bem para fazer essa prevenção de doenças da próstata. Mas além desse suplemento, as dicas abaixo também irão ajudá-lo.

1.     Coma mais legumes

 

Invista em legumes, principalmente, em tomate, e qualquer outro rico em vitamina C, também vale apostar no antioxidante luteína, presente no pimentão e no espinafre. Invista também na cebola, que é rica em fitoestrogênios.

2.  Invista em descafeinados

Até uma xícara de café de manhã por dia, ainda faz bem, passou disso, prefira descafeinado. A cafeína é um diurético natural que tem vantagens e desvantagens. Por isso, evite também chás com cafeína, chocolate e AAS.

3.  Aposte em Soja e linhaça

 

A soja e a linhaça são fontes de compostos vegetais equivalentes aos hormônios chamados fitoestrogênios, que ajudam a prevenir a hiperplasia da próstata, bloqueando a enzima que transforma a testosterona, que é o que causa o crescimento da próstata.

Estudos apontam que um dos grandes motivos para as altas taxas de hiperplasia da próstata seja a ingestão de menores quantidades de alimentos ricos em fitoestrogênios.

4.  Faça atividades físicas regularmente

Pesquisas comprovaram que homens que queimam mais calorias por semana, praticando atividades físicas, têm metade da probabilidade de desenvolver hiperplasia da próstata. Vale caminhar quatro horas por semana, praticar duas horas semanais de natação, ou  correr duas horas por semana.

5.   Controle o colesterol

Os hormônios da reprodução, como a testosterona, são em grande parte feitos de colesterol, assim, homens com altas taxas de mau colesterol têm mais tendência a desenvolver hiperplasia da próstata.

6.  Evite o açúcar

Pegue leve no açúcar e nos carboidratos para poder perder peso e prevenir o aumento da glicemia. Homens obesos mais chances de desenvolver hiperplasia da próstata do que os que estão na faixa do peso ideal. Além disso, a glicemia elevada também oferece três vezes mais chances de desenvolver hiperplasia da próstata que os níveis normais.

7.    Evite o álcool

Duas ou mais doses de bebida alcoólica por dia oferecem um terço maior de chance de desenvolver hiperplasia da próstata do que apenas uma dose.

8.  Medicação controlada

Quem faz uso de diuréticos por causa de pressão arterial alta ou de insuficiência cardíaca, deve conversar com o médico, as vezes só baixando a dose já diminui o número de idas ao banheiro, melhorando a qualidade de vida.

9.  Não tente segurar a urina

Não prenda o xixi, sempre que der vontade, vá logo ao banheiro, para não forçar a bexiga.

Lembrando que a ida regular ao médico é fundamental, principalmente, após os 50 anos. E sempre que suspeitar de algo errado, busque o quanto antes a orientação médica, sem dúvida essa é a melhor forma de prevenir, ou mesmo, poder tratar precocemente e evitar o agravamento da situação.

Câncer de próstata tem cura?

Se veio até aqui atrás de informações sobre o câncer de próstata e,  quer saber principalmente, se ele tem cura, então veio ao lugar certo. Confira nesse artigo dados de pesquisas e como prevenir a doença.

 Segundo o INCA ( Instituto Nacional de Câncer), a cada anos surgem no Brasil  68.220 novos casos de câncer de próstata, o que equivale a  66,12 casos novos a cada 100 mil homens.

Considerado câncer da terceira idade, por acometer, na maioria das vezes, homens a partir dos 65 anos. No Brasil, por exemplo, a cada 10 homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos.

Porém, nem todos os tumores são iguais e requerem o mesmo tratamento, uns são mais agressivos, se espalhando para outros órgãos, o que pode causar à morte.

Infelizmente, os homens não costumam se cuidar de forma preventiva, só procuram o médico quando os sintomas já estão bem mais severos,  o que tornou urgente a criação do novembro azul, para conscientizar os homens da importância de substituir o remediar pela prevenção.

 Quando o câncer de próstata tem cura

De acordo com pesquisas, 90% dos casos diagnosticados em fase inicial ainda têm chances de cura, mas desde que o diagnóstico e o tratamento ocorram em fase inicial.

É importante que os homens passem a se prevenir, adotando na rotina diária alguns cuidados básicos, independente de sentirem algo ou não, pois o Câncer de próstata é assintomático no início, ou seja, quando os sintomas surgem, geralmente, a doença já está em estágio mais avançado.

O uso preventivo de suplementos naturais que são benéficos para próstata como o Evo Prost, é altamente recomendado para os homens a partir de 50 anos de idade.

Mas, é importante saber que a maioria dos casos tem bom prognóstico, principalmente se descoberto no início, pois alguns tipos de câncer de próstata evoluem de forma rápida, enquanto outros, não.

Tratamentos para câncer de próstata

Quanto ao tratamento, muitas são as opções, vai depender de cada caso e do estágio da doença, exigindo o envolvimento de uma equipe multidisciplinar, formada  por especialistas, como cirurgião, oncologista e radioterapeuta.

E dependendo do estágio, ainda pode envolver enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais e até psicólogos.

No entanto, o importante é que todas as opções de tratamento sejam discutidas e bem esclarecidas com o médico, assim como, seus possíveis efeitos colaterais, para que seja tomada a melhor.

Como prevenir o câncer de Próstata

Sem dúvida, é sempre melhor prevenir do que remediar, então a dica é procurar adotar no dia a dia hábitos saudáveis, que inclui uma dieta pobre em gordura, para evitar o excesso de peso, atividade física regular, evitar ingerir bebidas alcoólicas e, claro, cigarros.

Manter uma boa alimentação aliada a atividades físicas regulares, sem dúvida, é a melhor forma de se prevenir  da doença.

Vale saber que com o passar dos anos, é normal adquirir um ganho de peso, mesmo que lento, só que isso estimula a multiplicação celular e, claro, o risco de ter câncer.

 Sintomas que exigem atenção

  • Vontade de urinar toda hora durante a noite.
  • Sangue na urina ou no líquido seminal.
  • Disfunção erétil.
  • Fluxo urinário fraco ou interrompido.
  • Em casos mais adiantados, dores no quadril, costas, coxas, ombros ou outros ossos, sinal de que a doença pode ter se espalhado.
  • Fraqueza ou dormência nas pernas ou pés.

 Exames para diagnosticar câncer de próstata:

  • Toque retal: o médico introduz o dedo no reto, protegido por uma luva lubrificada, para poder avaliar o tamanho, forma e textura da próstata Esse exame permite detectar algum nódulo.
  • PSA: é um exame de sangue para medir a quantidade de uma proteína produzida pela próstata (antígeno prostático específico). Se a proteína estiver em níveis altos, isso pode significar câncer, porém, pode ser sinal também de outras doenças benignas da próstata
  • Biópsia: é feita para confirmar a doença, sendo retirados pedaços muito pequenos da próstata, que serão analisados em laboratório. Geralmente, é pedida quando é encontrada alguma alteração nos exames acima mencionados.

Hiperplasia prostática benigna (HPB) (próstata aumentada)

A hiperplasia prostática benigna (HPB) é uma próstata aumentada, uma condição comum entre homens com mais de 45 anos de idade. O grau de aumento da próstata varia de homem para homem à medida que envelhece e pode contrair a uretra e causar dificuldade em urinar. Se não tratada, a HBP pode levar a infecções do trato urinário, danos na bexiga ou nos rins ou incontinência.

O seu médico pode avaliar sua condição fazendo perguntas sobre a gravidade e o tipo de sintomas que você tem e quanto esses sintomas afetam suas atividades diárias. 

Para confirmar o diagnóstico, outros testes, como um estudo de fluxo urinário, um exame retal digital, um exame de sangue para antígeno prostático específico (PSA), uma citoscopia, um ultrassom ou uma ressonância magnética do sangue podem ser usados.

O tratamento da HBP pode depender da gravidade dos sintomas e variar de não fazer nenhum tratamento ao uso de medicamentos ou cirurgia, o curaprost funciona muito bem pra esse tipo de problema.

O que é hiperplasia prostática benigna?

A hiperplasia prostática benigna (HPB), ou hipertrofia prostática benigna, é uma próstata aumentada, uma glândula do tamanho de uma noz que faz parte do sistema reprodutor masculino. Durante a ejaculação, a próstata secreta um líquido na uretra , o tubo estreito que corre ao longo do centro da próstata. Quando um homem urina, a bexiga empurra a urina através da uretra.

À medida que o homem envelhece, a próstata pode aumentar. Por envolver a uretra, exatamente na parte que flui para a bexiga, a próstata pode espremer ou comprimir a uretra à medida que aumenta com o tempo. Isso pode causar problemas com a micção, como fluxo lento, necessidade de drenagem, aumento da frequência, necessidade urgente de urinar, esvaziamento incompleto da bexiga e fluxo ou gotejamento intermitente.

A HBP é o distúrbio mais comum da próstata e o diagnóstico mais comum de urologistas para homens entre 45 e 74 anos de idade. Mais da metade dos homens sexagenários e 90% dos septuagenários e octogenários apresentam alguns dos sintomas da HBP.

Embora a pesquisa científica ainda não tenha identificado uma causa específica para a HBP, as teorias se concentram em hormônios e substâncias relacionadas, como a diidrotestosterona (DHT), um derivado da testosterona na próstata que pode estimular o crescimento celular.

Como sair da depressão com Captril natural

A depressão é considerada por muitos médicos e especialistas como o mal do século, nunca antes em toda história da humanidade, tantas pessoas foram e são afetadas por este mal como nos dias atuais, desde crianças, até idosos, a depressão é algo que está afetando pessoas de todas as idades e classes sociais.

Os motivos que levam ao aumento do número de pessoas depressivas ainda não são 100% claros, muitos fatores são conhecidos, como problemas financeiros ou problemas de saúde, mas até pessoas que vivem bem financeiramente e tem saúde perfeita acabam entrando em depressão.

E ainda existem aquelas pessoas que aparentemente tem tudo, ou seja, muito dinheiro, bens, família bem estruturada, saúde, etc e mesmo assim acabam passando por este tipo de problema.

A depressão é um assunto que tem chamado muito atenção, principalmente devido aos diversos casos recentes de artistas, cantores e até mesmo YouTubers e influenciadores digitais que assumiram estar sofrendo com esta doença.

Mas apesar de ainda ninguém ter batido o martelo sobre o que realmente pode desencadear a depressão, já existem muitas coisas que se sabe a respeito para combater esta doença psicológica, conhecido por muitos também como “doença da alma”..

Já é comprovado que exercícios físicos e atividades ao ar livre tem um poder incrível de amenizar os sintomas da depressão como tristeza e ansiedade, além de fornecerem bem estar e paz as pessoas que sofrem com este mal.

Recentemente foi desenvolvido um suplemento natural chamado Captril, que contém alguns ingredientes naturais muito benéficos, este produto natural tem dado ótimos resultados.

Conhecido também apenas como CAPTRIL NATURAL é um suplemento 100% natural e não tem nada a ver com o remédio “Captopril”, este sim que é um medicamento.

As vantagens deste suplemento é que ele não tem contra indicações e nem efeitos colaterais, já o “remédio captopril” possui ambos, então embora ele de resultados, o Captril é muito mais recomendado, porque além de funcionar tão bem quanto ou até mais, não tem os efeitos negativos do remédio.

Centenas de pessoas tem relatado melhora no humor e diminuição dos sentimentos ou sensações negativas após o uso de Captril, por isto que até médicos estão recomendando e este produto promete ser algo realmente promissor.

Se você passa por algum problema de depressão ou conhece pessoas passando por este mal, então certamente que  as chances do Captril te ajudar são de 100%, vale muito a pena conhecer.

Para saber mais sobre este suplemento que está dando um fim na depressão, clique aqui para ler mais!

Dicas Para Eliminar as Varizes

Varizes e vasinhos são objeto de muitas consultas, principalmente em mulheres cuja qualidade de vida e a estética de suas pernas são afetadas. Quais tratamentos e cirurgias permitem eliminá-los?

As  varizes e aranhas são uma das principais razões pelas quais muitas mulheres escondem as suas pernas, e embora possa coexistir com eles, isso é melhor para consultar um especialista por causa de seu avanço progressivo.

As varizes afetam toda a população, sendo um pouco mais freqüente nas mulheres do que nos homens. A consulta dos homens é geralmente posterior, já que os pelos das pernas costumam escondê-los por um tempo.

“Embora no início possam ter um impacto bastante estético, devemos ter em mente que a presença de varizes é progressiva e ao longo do tempo causa desconforto nos pacientes e pode até causar sérios problemas de saúde, como flebite (inflamação e trombose de uma veia) ou varicorragia (hemorragia de ruptura de uma veia varicosa).

Os  telangiectasias ou aranha veias, outro grande membro da família de lesões venosas pode não ser não diretamente relacionadas com veias varicosas, mas pode sim ser uma malformação dos capilares venosos nas pernas , que adquire a aparência de ramificações superficiais.

Quando estão relacionadas às veias varicosas, são a manifestação final desse mau funcionamento do sistema venoso, que determina o refluxo de sangue para a pele, uma boa alternativa para acabar e prevenir as varizes é fazendo o uso do Varigold que é um creme para prevenir e eliminar as varizes.

O que são as varizes?

Varizes nas pernas são uma desordem circulatória comum de mau funcionamento do sistema venoso, que é formado pela alteração e / ou perda da elasticidade das paredes das veias das pernas, que estão dilatadas ou inflamadas de forma irreversível.

Estes estão formando uma espécie de emaranhado de púrpura ou azul sob a pele, que pode ser visto em qualquer território das pernas, sendo mais freqüente na parte de trás das panturrilhas ou através do interior das pernas.

A causa é que as válvulas dentro das veias param de funcionar, o que direciona o fluxo de sangue, permitindo e ajudando-o a fluir das extremidades para o coração. Quando essas válvulas não funcionam adequadamente, o sangue não migra normalmente para o coração, acumulando-se nas veias das pernas e fazendo com que elas se dilatem.

Esta condição tem um componente hereditário, o que significa que a fraqueza na parede das veias é de origem genética. Eles facilitam a gravidez, o estilo de vida sedentário, a obesidade, o fumo, os trabalhos que precisam permanecer em pé, os tratamentos hormonais, a constipação, a tromboflebite, as válvulas congenitamente defeituosas ou o consumo de pílulas anticoncepcionais.

Dicas para diminuir dor muscular e articular

Seja devido a lesões , mudanças de temperatura ou ao transporte de objetos pesados, podemos sofrer dores musculares ou articulações . Muitos destes podem ser reduzidos ou acalmados com certos remédios caseiros .

Tenha em mente que às vezes você precisará do apoio de algum produto com efeito anti-inflamatório que tanto pode ser um remédio como produto natural, o Natud2 é um deles e super eficiente.

Mas se você apenas fizer uso das dicas abaixo regularmente, você já se sentirá muito melhor:

1. Açafrão e gengibre

A cúrcuma contendo curcumina como uma base orgânica, que é um potente natural anti – inflamatório . Por outro lado, o gengibre possui inúmeras propriedades terapêuticas, inibindo processos inflamatórios.

Você pode tanto prepará-los como chá ou infusão , de preferência de manhã ou até mesmo cozinhar com esses ingredientes como condimento. Tente incluí-lo 2 ou 3 vezes por semana.

2.Azeite extra virgem

Para dor nas articulações , é melhor consumir uma média de duas colheres de sopa de azeite por dia.

Este óleo contém oleocantal, que serve para inibir a atividade de duas enzimas que causam inflamação em nosso corpo . Além de consumir azeite, você alivia a dor nas articulações, como se estivesse tomando uma pílula de ibuprofeno ou ácido acetilsalicílico.

3.Suco de uva

A pectina contida nas uvas ajuda a restaurar a elasticidade e a lubrificação das membranas sinoviais . Este é um tecido macio e acolchoado dentro de nossas articulações .

Comer uvas ajuda as articulações a tornar os movimentos mais fáceis e naturais. O suco desta fruta ajuda os processos inflamatórios . Mesmo caso com vinho tinto, adicionando estes benefícios mais resveratrol , melhora a condição daqueles que sofrem de dor.

Além do suco de uva existem outras bebidas naturais que ajudam, confira abaixo como fazer uma bebida poderosa para combater as dores e inflamações:

Gostou das dicas? Então bote elas em prática para começar a ter muito mais qualidade de vida, passando seus dias sem dores ou desconfortos!

Uma outra coisa que ajuda bastante é fazer atividades físicas, mas é importante consultar um médico antes e se possível algum profissional do esporte.

Ambos são profissionais que vão poder te orientar em relação a que tipos de atividades físicas que podem ser benéficas no seu caso para ajudar a fortalecer músculos e ao mesmo tempo preservar as articulações.